Por que #foraricardoteixeira e não uma campanha pelo bem público?

25/07/2011

Muitas pessoas que acompanham este blog e o site que me inspirou a criar o mesmo me questiona:

Por que não cria uma campanha realmente ‘útil’ e que sirva para um bem do povo?

A resposta, meu caro leitor, é muito simples e tem um raciocínio lógico bastante interessante que gostaria de compartilhar com você.

 

A CBF como instituição é uma empresa privada, que se sustenta sozinha através de patrocinadores e eventos promovidos por si só. A escolha de seu staff e profissionais é feita de maneira personalizada e sem um critério público. Como toda grande empresa de nível multinacional, a Confederação Brasileira de Futebol tem uma hierarquia a ser respeitada que passa desde uma presidência até níveis diretivos mais baixos e secretárias internas. 

Hoje, tudo que se faz na empresa CBF é regido pela presidência do Sr. Ricardo Terra Teixeira.

Negociações, planos, eventos, patrocínios e tudo que envolve essa entidade que controla o maior esporte nacional, é feita de maneira privada. Pedir um “#foraricardoteixeira” de maneira fria e objetiva, é interferir em uma empresa privada. Seria o mesmo que você trabalhador comum, peça que o dono da empresa que você trabalha, seja demitido. Não faz muito sentido e poderiamos ver apenas como capricho de torcedores de futebol.

E realmente, interferir nisso seria perda de tempo e gasto desnecessário de energia de milhares de brasileiros.

Só para comparar, seria o mesmo que uma campanha para que determinado participante de um reality show fosse eliminado. Em um contexto seria importante, mas do ponto de vista de prioridades, seria algo fútil.

Porém, muito do que a CBF realiza, utiliza-se de recursos que de maneira indireta ou direta vai sair de seu e meu bolso.

Por exemplo o estádio de São Paulo, que terá alguns incentivos fiscais “perdoados” – O que na realidade significa que: o dinheiro dos impostos que “encareceriam” o custo da obra e que poderia ser revertido para a prefeitura da cidade investir em infraestrutura, não serão cobrados. Sem contar no dinheiro que o governo do estado e prefeitura da capital, vão investir para garantir que as exigências da FIFA sejam cumpridas.

De onde vem esse dinheiro? dos absurdos impostos que a população paga.

Não sei se é do conhecimento do amigo leitor, mas o presidente do comitê da Copa do Mundo de 2014, é ninguem menos do que Ricardo Teixeira.

 

Um dado rápido: O BNDES irá ‘emprestar’ a esta obra cerca de R$ 420 milhões, e de acordo com o site Copa2014.org os juros deste empréstimo (que poderiam ser revertidos para o governo) seriam igualmente subsidiados.

Só para você ter uma idéia, a festa do sorteio das eliminatórias da copa, será igualmente custeado pelo governo do estado do e da prefeitura da cidade do Rio de Janeiro. E o valor para essa cerimônia, com todos os artistas e atrações que participaram do evento, terá um custo de R$ 30 milhões.  Para um país rico, cheio de boas escolas, hospitais e poucos impostos, onde as pessoas vivem em ótimas condições de viver, 30 milhões de reais não são nada, não é mesmo?

O movimento #foraricardoteixeira, não é apenas para capricho de torcedores de futebol. E sim de pessoas que acompanham os noticiários de maneira detalhada e estão vendo que enquanto o povo ‘contribui’ para uma festa que não poderá participar (uma vez que um ingresso para Copa do Mundo não sai por menos do que R$ 150,00 e sem direito a meia entrada, até o momento) e sequer optaram por fazer parte ou não.

Enquanto a torneira da economia brasileira está aberta, liberando dinheiro e recursos para que a FIFA e outras pessoas gastem o dinheiro que o povo sofre para ganhar, outras pessoas se beneficiam facilmente e enriquecem a torto e a direita. E vale lembrar que até a copa, ainda teremos quase três anos.

Vale a pena refletir se o movimento #foraricardoteixeira é apenas algo voltado para o futebol ou se envolve muito além do que aparece no Jornal Nacional.

Lutar para que Ricardo Teixeira saia do poder, não é apenas interferir em uma entidade privada e sim intervir para que as autoridades competentes possam parar imediatamente com o gasto do SEU DINHEIRO para o enriquecimento de apenas alguns mandatários.

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

6 Responses to “Por que #foraricardoteixeira e não uma campanha pelo bem público?”

  1. Pancho Says:

    Onde esta o Ministerio Publico e a Policia Federal nisto tudo?!
    Quando veremos pessoas como o Ricardo, Maluf, Sarney e Collor atras das grades?!
    Talves o dia que eles forem julgados em Hayes

  2. Kelne Says:

    você não acha que expondo em foma de “tag”, mobilizando a imprensa e outros meios não estaria sendo divulgado ?

  3. Bruno Says:

    Participe da Comunidade do orkut #Foraricardoteixeira http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=116718297&refresh=1


  4. […] Devemos lembrar que a campanha #foraricardoteixeira não é apenas de cunho futebolístico, já que a Copa de 2014 é uma copa do povo, mas não para o povo. […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: